BBC AMÉRICA

Nova vida e mais séries britânicas

50% da subsidiária norte-americana da estação de televisão pública britânica foi comprada pelo canal norte-americano AMC.

O fascínio do público norte-americano por tudo o que venha de terras de Sua Majestade não se esgota na curiosidade pela família real britânica.

Quando, em 2011, 22,8 milhões de norte-americanos assistiram ao casamento real do príncipe William com Kate Middleton (cuja transmissão na costa este começou a horas quase impróprias para consumo: às seis da manhã), as estações de televisão da terra do Tio Sam perceberam que havia um filão por explorar.

Os 10,2 milhões que em janeiro assistiram à estreia da quarta temporada da série de época Dontown Abbey, na PBS, estabeleceram um recorde para o canal público de televisão norte-americano e vieram confirmar a mesma ideia.

No final de outubro, o canal de séries norte-americano AMC comprou 49,9% da BBC America (subsidiária da casa-mãe britânica) por 160 milhões de euros, dando o primeiro passo na concretização de uma estratégia clara: oferecer ao público norte-americano mais séries produzidas com a chancela BBC.

Lançada em 1998, a BBC America é um canal de cabo que, ao contrário dos canais BBC a operar em território britânico, não é financiado pela licence fee (o equivalente à nossa taxa de audiovisual), dependendo do dinheiro gerado pelos espaços publicitários e pelas receitas provenientes das licenças das operadoras de cabo e satélite.

O canal está, desde agosto de 2013, disponível em 80 milhões de lares no território norte-americano. Um dos produtos estrela da BBC America é Orphan Black, série de ficção científica produzida no Canadá. Sherlock, protagonizada por Benedict Cumberbatch, Doctor Who e o já clássico Top Gear, programa dedicado ao mundo automóvel, são outras das produções BBC exibidas na BBC America. A decisão do AMC, canal criado em 1984 e que já produziu séries de êxito como Breaking Bad e Mad Men, é levar mais longe a parceria já existente com a estação pública de televisão britânica.

Tim Davie, diretor executivo da BBC Worldwide (empresa que fica a deter 50,1% das ações da BBC America), explica que o AMC é o “parceiro ideal” para catapultar a BBC America para uma nova fase. “Eles estão empenhados em produzir conteúdos de alta qualidade, imperdíveis, que fazem que a BBC America tenha um dos públicos mais cultos e fiéis de toda a televisão norte-americana”, disse o responsável da BBC Worldwide.

Alguns exemplos de coproduções do AMC com a BBC são a série Top of The Lake (coproduzida com a BBC Two e que, em 2013, foi nomeada para cinco prémios Emmy) ou The Honourable Woman (uma produção da BBC para o Sundance TV, canal de filmes indie que pertence ao grupo AMC Networks). Com a compra de quase metade das ações da BBC America, o AMC fica assim com direito de decisão na escolha de novas produções para o canal, do espaço publicitário e na gestão operacional da empresa.

——–

Texto publicado pelo jornal português “Diário de Notícia” em 30 de novembro de 2014.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s